SAUDADIS DO MUMU!

29/07/2010 11:12

Cacildis! Nem parece, mas já são 16 anos sem Mussum, o “Kid Mumu da Mangueira”. O Trapalhão favorito de muita gente, autor dos bordões mais repetidos até hoje e eterno adorador do “mé” faleceu em 29 de julho de 1994, aos 53 anos, em virtude de complicações após um transplante de coração.

Nem um pouco politicamente correto, ele fazia piada do racismo quando dizia que “negão é seu passadis” ou que queria “morrer preto” se estivesse mentindo. Além disso, era frequentemente chamado de “grande pássaro”, “cromado” ou “azulão” pelos colegas. Outra característica – essa ainda mais marcante – era sua atração pelo álcool, fosse pelo “suco de cevadis” ou pela cachaça, que ele carinhosamente chamava de “mé”.

Pode ser até difícil imaginar nos dias de hoje que alguém conseguisse brincar com esses temas e ainda assim ser engraçado. Mas Mussum não só conseguia como ainda tinha o dom de soar até inocente e agradar famílias inteiras, especialmente as crianças.

Ex-militar, Antônio Carlos Bernardes Gomes nasceu no Morro da Cachoeirinha, no Rio de Janeiro. Antes de entrar para Os Trapalhões, ele já havia aparecido antes em outro humorístico, o Bairro Feliz, nos anos 60. E diz a lenda que o apelido (que é o nome de um peixe) veio nessa época, por obra de Grande Otelo.

Mas, nesse tempo, sua principal atividade era a música. Sambista de primeira e fanático pela Mangueira, ele foi um dos fundadores do grupo Originais do Samba, no qual continuou por muito tempo, mesmo já estando na TV. A despedida aconteceu quando os Trapalhões – onde só entrou depois de muita insistência do amigo Dedé Santana – foram para a Rede Globo e passou a ser impossível conciliar as duas carreiras.

No total, foram 29 anos como Trapalhão, participando dos programas dominicais e de 27 filmes. É impossível destacar um momento em sua carreira, mas, para matar pelo menos um pouquinho das saudades, selecionamos alguns momentos de Mussum na TV. Além de quadros dos Trapalhões, incluímos ainda um especial com os Originais do Samba, onde ele não só canta e toca como também conta a história do grupo.

www.google.com.br

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!