Dando continuidade a série de entrevistas e depoimentos para o Projeto de História Oral do Exército nos Órgãos de Formação da Reserva, foi a vez do Tenente R/2 de Infantaria Antonio Renato Aragão, conhecido comediante e produtor que encanta crianças e adultos há mais de três gerações, sendo inclusive embaixador da UNICEF.
 
Renato Aragão esteve no CPOR do Rio de Janeiro na segunda-feira, dia 1º de junho, sendo recebido pelo Comandante, Cel Juliano Bruno de Almeida Cardoso e pelo Presidente do CNOR, Tenente Sérgio Pinto Monteiro.
Inicialmente foi ao auditório onde o Corpo de Alunos, Instrutores e Monitores, fizeram-lhe uma singela homenagem e ofereceram uma lembrança ao visitante. Também o Presidente do CNOR fez sua saudação e ofereceu ao Ten Aragão uma foto emoldurada do tempo em que o ilustre visitante era Aspirante (1955).
Inicialmente foi ao auditório onde o Corpo de Alunos, Instrutores e Monitores, fizeram-lhe uma singela homenagem e ofereceram uma lembrança ao visitante. Também o Presidente do CNOR fez sua saudação e ofereceu ao Ten Aragão uma foto emoldurada do tempo em que o ilustre visitante era Aspirante (1955).
Depois, acompanhado pelos Coronéis Sergio Stanisck Reis e Sinésio Ramos Martins, foi para o Gabinete de Comandante onde respondeu a uma série de perguntas por quase duas horas.
Falou sobre sua vida, passagem pelo CPOR de Fortaleza, que hoje não existe mais (é um NPOR), emocionou-se e emocionou a todos a contar sobre a miséria da seca no nordeste que o levou a criar o SOS Nordeste, hoje Criança Esperança (leia Mamãe! Lá no céu tem pão? E morreu…) e manifestou tristeza pelo Exército abandonar seus R/2 após o serviço militar. Sentiu falta de atualizações doutrinárias. Comentou que no seu tempo, 1955, usava, por exemplo, o Mosquetão Mauser de 1908 e não conhece nem saberia operar um Fuzil automático FAL, hoje já obsoleto com 43 anos de uso em nosso Exército.
O tomo (volume I da coleção de livros do Projeto) para o qual o Renato Aragão deu seu importante depoimento, junto com outras personalidades como o ex-craque do Flamengo Evaristo de Morais, médicos, juízes e um sem número de empresários conhecidos, está quase no final.
Os gestores do Projeto tentam terminá-lo a tempo de fazerem seu lançamento oficial durante o 11º ENOREX (Encontro Nacional de Oficiais R/2) que ocorrerá em Brasília de 13 a 17 de outubro deste ano.
 
 
Matéria e fotos enviadas por:
Mergulhão, 2º Ten R/2 Art CPOR/RJ tu 65
Presidente da Associação dos Oficiais da Reserva do Exército - RJ - AORE/RJ
Vice-Presidente do Conselho Nacional dos Oficiais da Reserva - CNOR
Grão Mestre Mor da Ordem dos Cavaleiros do Esquadrão Ten Vaz - OCETV