Blog

Em 2018 Uma grande trapalhada!!!

11/11/2017 21:53
Vocês se lembram que falamos do presente de aniversário que a Editora Estronho ganhou em outubro? Aqui está!
 
Em 2018 o Estorvo vai aprender uma lição de vida... e também vai se divertir muito com as histórias de Dedé Santana. Um livro de Rafael Spaca e Vitor Lustosa.
 
Muito obrigado, Dedé, Rafael e Vitor, pelo convite e pela confiança em nosso trabalho. Será, sem dúvida, "A" biografia!
 
Foto da capa: Arthur Senra
A imagem pode conter: texto

Renato Aragão: 'Não há mais espaço para humilhar negro, pobre, feio e gordo'

08/11/2017 21:05
POR ANCELMO GOIS
07/11/2017 07:15
 
Didi se converte ao humor moderno
 
Prestes a lançar sua biografia (escrita pelo coleguinha Rodrigo Fonseca), Renato Aragão, 82 anos, o eterno Didi, um dos maiores nomes do nosso humor, disse à revista “Poder” deste mês, que chega às bancas na quinta, que “não há mais espaço para humilhar negro, pobre, nordestino, feio e gordo”: “É até covardia. Porque o outro não tem como se defender. Se a brincadeira vira humilhação, perde a graça”. Tem razão
Renato Aragão para a revista 'Poder'
Renato Aragão para a revista 'Poder' | Daryan Dornelles
 
 
 

Renato Aragão: "Sinto falta dos companheiros que se foram"

15/04/2017 19:01
05/04/2017 - 09H06 - ATUALIZADO EM 06/04/2017 ÀS 14H17 - POR RICARDO FRANCA CRUZ E PATRICK CRUZ
 
Renato Aragão: "Sinto falta dos companheiros que se foram"
Renato Aragão é a eminência parda do humor brasileiro. Aos 82, o intérprete de Didi Mocó faz planos para o futuro e diz sentir falta de Mussum e Zacarias
 
Renato Aragão (Foto: Pedro Dimitrow)
Caminho do encontro com Renato Aragão, a equipe da GQ treinou intensamente para não chamar o humorista pelo nome de seu mais famoso personagem, Didi, com o qual ele nos faz rir há mais de 50 anos. Achávamos que a maior desfeita com o anfitrião seria esse deslize. Primeiro: o ensaio foi totalmente inútil. Sobraram Didis naquela tarde. Segundo: desfeita mesmo foi fazê-lo perder Barcelona 6 x 1 PSG, pela Champions League, certamente o jogo mais espetacular do futebol mundial na atual temporada – e que ele estava acompanhando atentamente até nossa chegada à sua mansão, em um condomínio na Barra, no Rio de Janeiro.
 
O vacilo não impediu que ele e sua família nos recebessem com os mimos reservados a quem se quer bem. Renato Aragão fez poses e caretas para a câmera, driblou sua timidez para soltar gracejos ao longo do encontro – não, ele não é amalucado como seu alter ego – e respondeu tudo o que lhe foi perguntado, mesmo quando se sentia desconfortável, com um cuidado ao mesmo tempo estudado e natural, para não criar polêmicas com suas declarações, coisa que só a tarimba de seis décadas de vida artística podem dar. Diante do ex-tenente do exército, ex-advogado trabalhista e eterno Didi Mocó Sonrisal Colesterol Novalgino Mufumbo, nós fomos, por algumas horas, o “da poltrona” a quem ele se dirige na TV – e a poltrona era a da sala de nosso herói.
 
“Doutor tenente” Antônio Renato Aragão: te chamo de Renato ou de Didi?
Como você quiser. Já misturou tudo. É por causa do personagem que eu tô aqui. Se não fosse por ele, quem eu seria? O Didi é um descarrego. O Renato Aragão é muito contido. O Didi é meu alter ego. Ele quer ser feliz, vive intensamente o hoje como se não houvesse amanhã.
 
Neste ano, o senhor lançou Os Saltimbancos Trapalhões – Rumo a Hollywood. Uma nova geração está conhecendo agora o Didi, mas o senhor não é adepto das redes sociais nem produz conteúdo para a internet. Não considera dar esse passo?
Está muito cedo, mas eu ainda vou entrar na internet com força. (risos) É que eu tenho muitos trabalhos já previstos. No segundo semestre, vamos começar a rodar meu novo filme, Didi e o Fantasma do Teatro, com o (diretor) João Daniel (Tikhomiroff). Dos projetos já previstos, não sei qual começar antes. Mas no e-mail eu já sou mestre. (risos) No Uatzápa também.
 
E para o YouTube? Há vários canais dedicados aos Trapalhões lá.
O YouTuba. Os vídeos estão lá, e eu acho que isso é pirataria. Meus programas são da Globo. Alguém está ganhando para fazer isso, mas não sei quem é. Meus filmes também estão sendo exibidos na internet, mas não autorizei ninguém a fazer isso. Como fazer o controle disso é que eu não sei.
 
A internet, aliás, tem sido rica em boatos com seu nome. Até sua morte já anunciaram. Isso o incomoda? 
Isso me chateia muito. Já me mataram três vezes! E o grande público fica sem esclarecimento. Quem ouve pela primeira vez já dá como certo que eu morri. Pra muita gente, eu estou morto.
 
O Renato Aragão é muito contido. O Didi é meu alter ego. Ele quer ser feliz, vive intensamente o hoje como se não houvesse amanhã."
RENATO ARAGÃO
O senhor sente saudade da época em que os Trapalhões estavam no auge?
Não sinto saudade do auge do nosso sucesso, mas dos companheiros que se foram: Mussum e Zacarias. Eu não vejo os programas antigos porque sinto muita falta dos dois.
 
O senhor lembra de sua primeira namorada? Como foi sua iniciação sexual? 
Me apertou... Naquele tempo, namoro era diferente. Pegar na mão já era um escândalo. Em umas férias em Sobral (CE), conheci minha primeira esposa, falecida. Foi minha primeira e única. Depois, veio a Lilian, que conheci há 25 anos.
 
Em 2014, o senhor sofreu um infarto e ficou quase uma semana internado. Como está sua saúde? 
Foi muita emoção no aniversário de 15 anos da minha filha. Ainda bem que era sábado, com pouco trânsito, e o hospital fica aqui perto. Lembro de chegar lá e ouvir alguém falar “Dá morfina, dá morfina”. Não entendi nada. Não fumo, bebo um vinhozinho, mas muito pouco, não como gordura, fritura... Foi emoção.
 
Hoje, o senhor está com 82... 
Aqui pra nós. (risos) Mas eu não sinto a idade que tenho. Eu acho que estou com 15 anos a menos. Daqui a pouco, vamos ver uma geração de pessoas com 120 anos. E eu rezo muito pela ciência. (risos)
 

Referencia: http://gq.globo.com/Cultura/noticia/2017/04/renato-aragao-sinto-falta-dos-companheiros-que-se-foram.html

Renato Aragão recebe estátua no museu de cera do Santuário Nacional

12/03/2017 22:59
12/03/2017 11h04 - Atualizado em 12/03/2017 12h00
 
Renato Aragão recebe estátua no museu de cera do Santuário Nacional
Inauguração aconteceu na manhã deste domingo (12); ele é devoto. 
Também foi lançada exposição com fotos, prêmios e máscaras.
 
Camilla Motta
Do G1 Vale do Paraíba e Região
 
Renato Aragão, o Didi, participa de missa no Santuário Nacional (Foto: Camilla Motta)
Museu de Cera terá estátua de Renato Aragão; lançamento aconteceu neste domingo (Foto: Camilla Motta)
 
 
O humorista Renato Aragão inaugurou neste domingo (12) uma estátua em sua homenagem no Museu de Cera do Santuário Nacional de Aparecida. A visita dele também marcou o lançamento de uma exposição sobre o artista.
 
A estátua ficará, a princípio, junto com a exposição, que estará aberta ao público até julho, no segundo piso do Memorial da Devoção. Ela reúne 130 peças, como fotos, prêmios e máscaras dos personagens do artista, entre eles do 'Didi'.
 
"Está aprovado. Fiquei surpreso, porque sabia que minha mulher guarda esse acervo há muito tempo, mas a coisa cresceu demais", disse ele. Durante a visita à exposição, ele brincou que dizendo não se lembrava de muita coisa.
 
Renato Aragão, o Didi, participa de missa no Santuário Nacional (Foto: Camilla Motta)
Santuário Nacional lançou exposição em homenagem ao artista, intérprete do Didi (Foto: Camilla Motta)
 
Após a exposição, a peça ficará no Museu de Cera. O espaço reúne 65 estátuas, entre elas de religiosos, como os papas João Paulo II, Bento XVI e Francisco, e de personalidades devotas da santa, como o ex-jogador Ronaldo e o astronauta Marcos Pontes.
 
O artista agradeceu à Nossa Senhora pela homenagem recebida e se emocionou. "Está maravilhosa, já fui em museu lá fora e esse foi um negócio especial. Nada lá fora chega a isso aqui, estou falando da qualidade do cara que me mediu. Fiquei um dia com ele e valeu o sacrifício", disse. "Bem que falaram que é melhor que o original", brincou.
 
"Não tem o que falar, fizeram uma réplica do meu pai e é uma honra, estou gostando de tudo", disse a filha Lívian.
 
O artista, que é devoto da padroeira, participou de uma missa, às 8h, e da coroação de Nossa Senhora, às 9h. Aragão estava acompanhado da esposa Lílian Taranto e da filha Lívian Aragão.
 
A família também assistiu o filme exibido sobre Nossa Senhora no Cine Padroeira. O artista ficou emocionado novamente.
 
Estátua de Renato Aragão fica exposta no Museu de Cera (Foto: Camilla Motta)
Estátua de Renato Aragão fica exposta no Museu de Cera (Foto: Camilla Motta)
 
Renato Aragão, o Didi, participa de missa no Santuário Nacional (Foto: Camilla Motta)
Renato Aragão, o Didi, participa de missa no Santuário Nacional (Foto: Camilla Motta)
 

DEDÉ SANTANA É DESTAQUE EM ESCOLA DE SAMBA

28/02/2017 03:35

27/02/2017 | 23h31m

Publicado por: Andréia Takano | Foto: Renato Cipriano/Zuleika Ferreira/Divulgação

DEDÉ SANTANA É DESTAQUE EM ESCOLA DE SAMBA

Ator desfilou pela Mocidade Unida da Móoca

Dedé Santana é destaque em escola de samba - Renato Cipriano/Zuleika Ferreira/Divulgação

 

A noite desta segunda-feira (27) é inesquecível para Dedé Santana. O humorista foi destaque da escola de samba Mocidade Unida da Móoca, que desfilou no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo.

A agremiação apresentou o enredo "Sob um céu de lona, um chão de estrelas", onde a agremiação da zona leste da capital paulista homenageou o circo.

"A emoção em ver esse espetáculo me devolve a magia de quando eu era uma criança", declarou o presidente Rafael Falanga.

 

Esta notícia pertence a http://www.ofuxico.com.br/carnaval/noticias/dede-santana-e-destaque-em-escola-de-samba/2017/02/27-288598.html © 2000 - 2016.

Agora com a capa definitiva! Lançamento em abril.

22/02/2017 19:48

Por: Rafael Spaca
 

A imagem pode conter: texto

Os Trapalhões formaram o grande quarteto do humor na TV durante gerações. Ao longo de décadas, criaram cenas clássicas e personagens inesquecíveis que contribuíram muito para a cultura nacional. Mas a influência de Didi, Dedé, Mussum e Zacarias não ficou restrita à televisão, suas trapalhadas fizeram história no cinema e também nos quadrinhos.
 
O livro traz depoimentos dos profissionais envolvidos na produção dos quadrinhos, originais, estudos de personagens e uma história inédita!
 
Com prefácio de Dedé Santana e ilustração de capa de Bira Dantas.

REMAKE para o programa Os Trapalhões, definitivamente... NÃOOO!!!

20/02/2017 02:13

Exposição no Memorial da Devoção homenageia o humorista Renato Aragão em Aparecida (SP)

14/02/2017 16:06

 

Exposição no Memorial da Devoção homenageia o humorista Renato Aragão em Aparecida (SP)

 
TV Aparecida/A12, 09 de Fevereiro de 2017 às 12h51. Atualizada em 13 de Fevereiro de 2017 às 12h57.
 
exposição didi
 
O Memorial da Devoção Nossa Senhora Aparecida no Santuário Nacional, inaugura no dia 12 de março uma exposição especial em homenagem ao humorista Renato Aragão.
 
A exposição ‘Didi, o devoto trapalhão’ vai apresentar a história profissional e de fé a Nossa Senhora Aparecida, através de objetos pessoais, homenagens recebidas, troféus e materiais licenciados como revistas, gibis, copos descartáveis, guardanapos, etc.
 
Para marcar as homenagens ao humorista uma estátua de cera do Renato Aragão, no tamanho de 1.65, foi confeccionada pelo artista plático Luiz Rosa e será vestida com uma roupa usada por Renato Aragão em uma das edições do Criança Esperança.  Após a inauguração, a estátua ficará em exposição no hall dos devotos famosos no Museu de Cera de Aparecida.
 
 
Nesse mesmo dia, 12 de março, Renato Aragão participará da santa missa e da Cerimônia de Coroação no Santuário de Aparecida.
 
A exposição ‘Didi, o devoto trapalhão’ estará aberta para visitação pelo período de 12 de março a 31 de julho, com entrada gratuita.

 

Fonte: http://www.a12.com/tv-aparecida/noticias/detalhes/exposicao-no-memorial-da-devocao-homenageia-o-humorista-renato-aragao-em-aparecida-sp

Dedé bate o pé e se nega a ceder seu nome para nova versão dos “Trapalhões” na Globo

13/02/2017 15:55
Dedé bate o pé e se nega a ceder seu nome para nova versão dos “Trapalhões” na Globo
 
13/02/2017Aaron Racanicchi
Foto: Reprodução
Conforme já antecipamos aqui no TV FOCO, a Globo anda trabalhando na produção de uma nova temporada do seriado “Os Trapalhões”, que marcou a TV brasileira na década de 80. Para isso, a emissora vai produzir uma nova versão do programa, com os mesmos personagens e novos atores.
 
Mas, segundo informa o jornalista Léo Dias, se a emissora quiser mesmo seguir com o projeto, terá antes que resolver uma pendência com Dedé Santana. É que diferentemente de Renato Aragão, Dedé não possuí contrato com a Globo e não quer liberar o personagem para o programa totalmente de graça. Um amigo próximo revelou ao jornalista Léo Dias, que o humorista está praticamente vivendo sem renda alguma e por isso não pode liberar o personagem quase que de graça para a emissora carioca.
 
+ Didi alfineta a Globo: “Não podem fazer um Didi falso. O Didi sou eu!”
 
A Globo, por sua vez, foi procurada e afirmou o seguinte: “O especial dos Trapalhões é um projeto em desenvolvimento e as negociações seguem como sempre”.
 
Apesar do impasse, a Globo já escolheu os demais nomes do elenco. Mumuzinho será Mussum, Lucas Veloso vai interpretar o Didi e Tadeu Mello será o Zacarias. Dedé disse quem ele gostaria de vê-lo no lugar que um dia foi seu: “Se eu tivesse que escolher alguém para fazer o Dedé com certeza escolheria o André Marques. Ele tem o raciocínio rápido e para segurar esses três companheiros tem que ser muito rápido”.
 
Agora, diante deste impasse, uma das soluções da Globo poderá ser incluir Dedé no elenco do programa e remunerá-lo por isso.
 
 
 

RAFAEL SPACA VAI LANÇAR PELA ESTRONHO SEGUNDO LIVRO SOBRE OS TRAPALHÕES

30/01/2017 22:40
HISTÓRIAS EM QUADRINHOS: RAFAEL SPACA VAI LANÇAR PELA ESTRONHO SEGUNDO LIVRO SOBRE OS TRAPALHÕES
 
POR : SAULO ADAMI
 
No primeiro semestre de 2017, a Editora Estronho vai lançar o segundo livro de Rafael Spaca sobre o quarteto de humoristas Os Trapalhões. “As HQs dos Trapalhões” é o sétimo livro da carreira de Spaca, que escreveu ainda “Curtametragem, compilação de ideias e entrevistas do blog Os Curtos Filmes” e “Conversações com R. F. Lucchetti” (Editora Verve); “Vanessa Alves, coletânea de imagens e palavras”, “O Cinema dos Trapalhões, por quem fez e por quem viu”, além dos infantis “O Pum do Bumbum” e “A Bruxa do Chocolate” (Editora Laços). Nesta entrevista exclusiva ao EM FOCO, Rafael Spaca fala sobre a experiência de transformar ideias em livros e sobre o processo de produção das obras que reconstituem a história de “Os Trapalhões”.
 
Quando começou seu interesse pelo tema “Os Trapalhões”? Você acompanhava o programa pela TV?
Sempre gostei dos Trapalhões. Lia os gibis, assistia aos programas, ia ao cinema ver os filmes. Tive, inclusive, aquela famosa botinha dos Trapalhões. Quando a TV Globo começou a reexibir os programas, no final da década de 90, saia da escola rapidinho para não perder um episódio. Resumindo: eles foram os meus heróis na infância. Faz um tempo que a ausência de uma bibliografia de referência a respeito dos Trapalhões começou a me incomodar, foi aí então que decidi fazer essas pesquisas.
 
Você é o autor de um outro livro sobre o quarteto “Os Trapalhões”. Qual o conteúdo daquele livro?
Lancei no ano passado, pela Editora Laços, o livro “O Cinema dos Trapalhões, por quem fez e por quem viu”. O livro é um conjunto de mais de 130 entrevistas com técnicos e artistas que trabalharam com o quarteto mais querido do Brasil. O prefácio é escrito pelo jornalista Marcelo Fontana, a apresentação do livro é escrita pelo ator e diretor Cássio Scapim e a quarta capa é escrita pelo produtor cinematográfico Dênis Feijão. Artistas como Alcione Mazzeo, Ana Maria Magalhães, Bia Seidl, Bruna Lombardi, Carla Daniel, Carlos Koppa, Cristina Prochaska, Denise Dummont, Fábio Villa Verde, Fafy Siqueira, Gisele Fraga, Ivo Setta, João Bourbonnais, Lucinha Lins, Mário Cardoso, Monique Lafond, Nádia Lippi, Paulo Reis, Roberto Guilherme, Ronnie Von, Sylvia Massari, Tânia Alves, Tony Tornado e Vanusa concedem históricas entrevistas para falarem de seus personagens e percepções a respeito do cinema dos Trapalhões neste livro. Os cineastas Del Rangel, José Alvarenga Jr., Roberto Farias, Silvio Tendler e Vitor Lustosa contam como foi dirigir os Trapalhões, assim como os roteiristas Braz Chediak, Doc Comparato e Mauro Wilson falam como era escrever para o cinema produzido por eles. Os músicos Afonso Nigro (ex-Dominó), Alex Gill (ex-Polegar) e Lenine, se juntam a fenômenos pop como Juninho Bill e Amanda Acosta (ambos ex-Trem da Alegria) e Andreia Faria (ex-Paquita) e contam a respeito de sua trajetória nos filmes dos Trapalhões. A esse time se juntam dezenas de técnicos e outros profissionais da sétima arte como técnicos de som, estagiários, diretores de fotografia, cenógrafos, continuístas, produtores, figurinistas, cartazista, produtor executivo, compositores, músicos, dublês, produtora de elenco, montadora, assistentes de produção, quadrinista, assistente de câmera, diretor de arte, fãs, jornalistas, críticos de cinema no maior levantamento histórico e reflexivo a respeito do cinema dos Trapalhões.
 
Escrever um livro como o primeiro que você fez sobre “Os Trapalhões” demanda pesquisa e dedicação? Como foi este trabalho, para você? Entrevistar estas pessoas, preparar os capítulos…? Quanto tempo levou desde a ideia até a publicação da obra? O livro “O Cinema dos Trapalhões, por quem fez e por quem viu” demandou quatro anos de pesquisa. Esse, o das HQs dos Trapalhões, foi mais rápido, um ano e meio. Ao mergulhar numa pesquisa, só consigo descansar quando vejo o livro lançado. Porque o tempo todo você pensa na construção do livro, na colocação de uma frase, na narrativa, na dinâmica, etc. É um trabalho de fôlego, eu gosto.
 
De onde veio a ideia para escrever um livro sobre “Os Trapalhões” nas histórias em quadrinhos? Você também era fã dos quadrinhos do quarteto?
Esse livro é um desdobramento da minha pesquisa anterior. Depois do cinema, quis abordar outra plataforma de comunicação que o grupo transitou: as histórias em quadrinhos. Ainda há muito o pesquisar a respeito dos Trapalhões. O enfoque é nas pessoas que ajudaram a construir essa história. Entrevistei roteiristas, letristas, desenhistas, coloristas, revisores, etc. Cada profissional deu um depoimento, falando das suas influências, contando causos destes trabalhos nas HQs dos Trapalhões. É uma homenagem não só ao grupo, mas a todos estes profissionais que normalmente ficam invisíveis aos olhos da massa.
 
Por que você escolheu (ou foi escolhido pela) a Estronho para editar esta obra? Você já conhecia suas publicações anteriores?
A Estronho é conhecida pela sua excelência. Seu catálogo é incrível, a curadoria de títulos do Marcelo Amado é de um apuro notável. Sinto-me honrado em fazer parte do time de autores da Estronho.
 
Você tem planos para escrever outros livros sobre “Os Trapalhões”?
Sim, pelo menos mais dois. Só não posso adiantar os temas.
 
Que outro(s) livro(s) você tem publicado(s) como autor?
Este é o meu sétimo livro. É de minha autoria também os livros Curtametragem, compilação de ideias e entrevistas do blog Os Curtos Filmes (Editora Verve); Conversações com R.F.Lucchetti (Editora Verve); Vanessa Alves, coletânea de imagens e palavras (Editora Laços); O Cinema dos Trapalhões, por quem fez e por quem viu (Editora Laços) e;, além dos infantis O Pum do Bumbum e A Bruxa do Chocolate (ambos pela Editora Laços).
 
 
 
 
Rafael Spaca e sua filha Manoela
 
Silvia Salgado
 
 
Nadia Lippi,Rafael Spaca, Simone Spoladore, Dedé e Carlos Loffle
 
 
Nádia Lippi
 
 
Rafael Spaca, Izabella Bicalho e Dedé Santana no lançamento do primeiro livro sobre “Os Trapalhões”, no ano passado. Fotografia do acervo de Rafael Spaca
 
 
Rafael Spaca,Gentili e Dedé
 
 
“As HQs dos Trapalhões” (Editora Estronho, 2017) é resultado de um ano e meio de trabalho do autor Rafael Bicalho. Fotografia divulgação da Editora Estronho
 
 
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Blog

Em 2018 Uma grande trapalhada!!!

11/11/2017 21:53
Vocês se lembram que falamos do presente de aniversário que a Editora Estronho ganhou em outubro? Aqui está!   Em 2018 o Estorvo vai aprender uma lição de vida... e também vai se divertir muito com as histórias de Dedé Santana. Um livro de Rafael Spaca e Vitor Lustosa.   Muito...

Renato Aragão: 'Não há mais espaço para humilhar negro, pobre, feio e gordo'

08/11/2017 21:05
POR ANCELMO GOIS 07/11/2017 07:15   Didi se converte ao humor moderno   Prestes a lançar sua biografia (escrita pelo coleguinha Rodrigo Fonseca), Renato Aragão, 82 anos, o eterno Didi, um dos maiores nomes do nosso humor, disse à revista “Poder” deste mês, que chega às bancas...

Renato Aragão: "Sinto falta dos companheiros que se foram"

15/04/2017 19:01
05/04/2017 - 09H06 - ATUALIZADO EM 06/04/2017 ÀS 14H17 - POR RICARDO FRANCA CRUZ E PATRICK CRUZ   Renato Aragão: "Sinto falta dos companheiros que se foram" Renato Aragão é a eminência parda do humor brasileiro. Aos 82, o intérprete de Didi Mocó faz planos para o futuro e diz sentir...

Renato Aragão recebe estátua no museu de cera do Santuário Nacional

12/03/2017 22:59
12/03/2017 11h04 - Atualizado em 12/03/2017 12h00   Renato Aragão recebe estátua no museu de cera do Santuário Nacional Inauguração aconteceu na manhã deste domingo (12); ele é devoto.  Também foi lançada exposição com fotos, prêmios e máscaras.   Camilla Motta Do G1...

DEDÉ SANTANA É DESTAQUE EM ESCOLA DE SAMBA

28/02/2017 03:35
27/02/2017 | 23h31m Publicado por: Andréia Takano | Foto: Renato Cipriano/Zuleika Ferreira/Divulgação DEDÉ SANTANA É DESTAQUE EM ESCOLA DE SAMBA Ator desfilou pela Mocidade Unida da Móoca Dedé Santana é destaque em escola de samba - Renato Cipriano/Zuleika Ferreira/Divulgação   A noite desta...

Agora com a capa definitiva! Lançamento em abril.

22/02/2017 19:48
Por: Rafael Spaca   Os Trapalhões formaram o grande quarteto do humor na TV durante gerações. Ao longo de décadas, criaram cenas clássicas e personagens inesquecíveis que contribuíram muito para a cultura nacional. Mas a influência de Didi, Dedé, Mussum e Zacarias não ficou restrita à...

REMAKE para o programa Os Trapalhões, definitivamente... NÃOOO!!!

20/02/2017 02:13

Exposição no Memorial da Devoção homenageia o humorista Renato Aragão em Aparecida (SP)

14/02/2017 16:06
  Exposição no Memorial da Devoção homenageia o humorista Renato Aragão em Aparecida (SP)   TV Aparecida/A12, 09 de Fevereiro de 2017 às 12h51. Atualizada em 13 de Fevereiro de 2017 às 12h57.     O Memorial da Devoção Nossa Senhora Aparecida no Santuário...

Dedé bate o pé e se nega a ceder seu nome para nova versão dos “Trapalhões” na Globo

13/02/2017 15:55
Dedé bate o pé e se nega a ceder seu nome para nova versão dos “Trapalhões” na Globo   13/02/2017Aaron Racanicchi Conforme já antecipamos aqui no TV FOCO, a Globo anda trabalhando na produção de uma nova temporada do seriado “Os Trapalhões”, que marcou a TV brasileira na década de...

RAFAEL SPACA VAI LANÇAR PELA ESTRONHO SEGUNDO LIVRO SOBRE OS TRAPALHÕES

30/01/2017 22:40
HISTÓRIAS EM QUADRINHOS: RAFAEL SPACA VAI LANÇAR PELA ESTRONHO SEGUNDO LIVRO SOBRE OS TRAPALHÕES   POR : SAULO ADAMI   No primeiro semestre de 2017, a Editora Estronho vai lançar o segundo livro de Rafael Spaca sobre o quarteto de humoristas Os Trapalhões. “As HQs dos...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Blog

Em 2018 Uma grande trapalhada!!!

11/11/2017 21:53
Vocês se lembram que falamos do presente de aniversário que a Editora Estronho ganhou em outubro? Aqui está!   Em 2018 o Estorvo vai aprender uma lição de vida... e também vai se divertir muito com as histórias de Dedé Santana. Um livro de Rafael Spaca e Vitor Lustosa.   Muito...

Renato Aragão: 'Não há mais espaço para humilhar negro, pobre, feio e gordo'

08/11/2017 21:05
POR ANCELMO GOIS 07/11/2017 07:15   Didi se converte ao humor moderno   Prestes a lançar sua biografia (escrita pelo coleguinha Rodrigo Fonseca), Renato Aragão, 82 anos, o eterno Didi, um dos maiores nomes do nosso humor, disse à revista “Poder” deste mês, que chega às bancas...

Renato Aragão: "Sinto falta dos companheiros que se foram"

15/04/2017 19:01
05/04/2017 - 09H06 - ATUALIZADO EM 06/04/2017 ÀS 14H17 - POR RICARDO FRANCA CRUZ E PATRICK CRUZ   Renato Aragão: "Sinto falta dos companheiros que se foram" Renato Aragão é a eminência parda do humor brasileiro. Aos 82, o intérprete de Didi Mocó faz planos para o futuro e diz sentir...

Renato Aragão recebe estátua no museu de cera do Santuário Nacional

12/03/2017 22:59
12/03/2017 11h04 - Atualizado em 12/03/2017 12h00   Renato Aragão recebe estátua no museu de cera do Santuário Nacional Inauguração aconteceu na manhã deste domingo (12); ele é devoto.  Também foi lançada exposição com fotos, prêmios e máscaras.   Camilla Motta Do G1...

DEDÉ SANTANA É DESTAQUE EM ESCOLA DE SAMBA

28/02/2017 03:35
27/02/2017 | 23h31m Publicado por: Andréia Takano | Foto: Renato Cipriano/Zuleika Ferreira/Divulgação DEDÉ SANTANA É DESTAQUE EM ESCOLA DE SAMBA Ator desfilou pela Mocidade Unida da Móoca Dedé Santana é destaque em escola de samba - Renato Cipriano/Zuleika Ferreira/Divulgação   A noite desta...

Agora com a capa definitiva! Lançamento em abril.

22/02/2017 19:48
Por: Rafael Spaca   Os Trapalhões formaram o grande quarteto do humor na TV durante gerações. Ao longo de décadas, criaram cenas clássicas e personagens inesquecíveis que contribuíram muito para a cultura nacional. Mas a influência de Didi, Dedé, Mussum e Zacarias não ficou restrita à...

REMAKE para o programa Os Trapalhões, definitivamente... NÃOOO!!!

20/02/2017 02:13

Exposição no Memorial da Devoção homenageia o humorista Renato Aragão em Aparecida (SP)

14/02/2017 16:06
  Exposição no Memorial da Devoção homenageia o humorista Renato Aragão em Aparecida (SP)   TV Aparecida/A12, 09 de Fevereiro de 2017 às 12h51. Atualizada em 13 de Fevereiro de 2017 às 12h57.     O Memorial da Devoção Nossa Senhora Aparecida no Santuário...

Dedé bate o pé e se nega a ceder seu nome para nova versão dos “Trapalhões” na Globo

13/02/2017 15:55
Dedé bate o pé e se nega a ceder seu nome para nova versão dos “Trapalhões” na Globo   13/02/2017Aaron Racanicchi Conforme já antecipamos aqui no TV FOCO, a Globo anda trabalhando na produção de uma nova temporada do seriado “Os Trapalhões”, que marcou a TV brasileira na década de...

RAFAEL SPACA VAI LANÇAR PELA ESTRONHO SEGUNDO LIVRO SOBRE OS TRAPALHÕES

30/01/2017 22:40
HISTÓRIAS EM QUADRINHOS: RAFAEL SPACA VAI LANÇAR PELA ESTRONHO SEGUNDO LIVRO SOBRE OS TRAPALHÕES   POR : SAULO ADAMI   No primeiro semestre de 2017, a Editora Estronho vai lançar o segundo livro de Rafael Spaca sobre o quarteto de humoristas Os Trapalhões. “As HQs dos...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!